21 de junho de 2017

Através do ouvido adentra n'alma... Melodias.

(O apontador em forma de vitrola e a unha quebrada)


Faz tanto tempo que falo de músicas por aqui, que recentemente me sobreveio esta necessidade. Como estou sempre repetindo que algumas melodias muito impactam meu ser, imagino que desta vez seja o momento de descrever tal choque (e, porque não, transformação). Não sei se alguém já passou pela surpresa ao notar que há um líquido, o sangue, que corre por todo o organismo, impulsionado pelo coração. Pois bem, foi ao notar isto, ou melhor, sentir isto, que eu pude compreender com exatidão as sensações que me causam certas melodias. Algumas notas, em doces composiçōes, me levam tanto de mim, que, nos poucos momentos em que volto à minha existência, eu me assusto por perceber que estou existindo. E o mais inusitado é que todas as funçōes vitais, tais quais a respiração, parecem só existir para essa experiência com a musical, como se este fosse o sentido da vida, a finalidade dela.
Outra coisa que me surpreende é o que diz cada letra, quando as ouço é como se cada palavra, que forma algum texto em sua mínima coerência, fossem formadas por mim. Aquela velha sensação de "é exatamente assim como me sinto" ou mesmo "era isto que gostaria de dizer".
Sem mais delongas...

Mar fechado - Selvagens à procura da lei



Toda a bipolaridade e todo o drama desta letra me representam.

Sad girl - Lana del Rey



Yeah, I'm a sad girl and I'm a bad girl too.

Retrato em branco e preto - Chico Buarque



Conversa de botas batidas - Cícero


Eu já gostava bastante dessa música só de ouví-la e vê-la em minha (efêmera) vida e, é certo que, morri de  (mais e mais e mais) amor quando soube da história que ela carrega. A música é do Los Hermanos.
Creio que isto é que seja fatal.

I wanna be yours - Arctic Monkeys



Pearl - Rubel


Eu sou a moça que grita.

Mistério do planeta - Novos Baianos



Leveza - ANA



Nocturne op. No. 2 - Chopin


Goataria de ser "curada" disso que sinto ao ouvir Chopin. É insano. e viciante.

Demais - Mallu Magalhães



Le moulin - Yann Tiersen


Diretamente de "O fabuloso destino de Amélie Poulain", eis "A fabulosa composição de Yann Tiersen"


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pesquisar este blog